CESTA BÁSICA EM BOA VISTA REGISTRA AUMENTO DE 3,30% COM ALTA EM PRODUTOS COMO FEIJÃO, FARINHA E ARROZ.
Segundo o Dieese, o boavistense teria que ganhar 3 mil reais para suprir as necessidades com comida e utensílios.

O Departamento Intersindical De Estatística E Estudos Socio-Economicos, o DIEESE, divulgou hoje a pesquisa mensal sobre o valor da cesta básica no país.
O aumento foi registrado em 26 das 27 capitais brasileiras e Boa Vista está inclusa com a cesta custando, no mês passado, R$ 409,97.
Conforme a economista do DIEESE em Roraima, Adisley machado, participaram da pesquisa 87 estabelecimentos comerciais da capital e os produtos que mais tiveram alta foram o arroz, feijão e farinha.
A pesquisa do DIESSE aponta que esta alta comprometeu um pouco mais que a metade dos rendimentos da família Boa Vistense, o que corresponde a 50,64%.
Os dados apontam, ainda, que para bancar esses custos, o trabalhador Boa Vistense precisou trabalhar um pouco mais do mês de junho em relação ao mês anterior.
A única capital brasileira que registrou baixa no custo da cesta básica foi a cidade de Manaus, com queda de 0,54%. Lá, a cesta custou, em junho, R$ 384,00.

Texto e áudio: Marcus Miranda