Ação conjunta resulta na prisão de três pessoas na Zona Oeste da Capital
Os indivíduos são acusados de integrarem uma organização criminosa que atua dentro e fora do sistema prisional de Roraima

Uma ação conjunta, na tarde desta segunda-feira, 20, entre as equipes da DRE (Delegacia de Repressão a Entorpecentes) da Polícia Federal, Dicap (Divisão de Inteligência e Captura) da Sejuc (Secretaria de Justiça e Cidadania) e Departamento de Operações Especiais da Polícia Civil, resultou na prisão de dois suspeitos de integrarem uma organização criminosa que atua dentro e fora do sistema prisional de Roraima.

Os suspeitos, Edmar Coelho da Silva, 31 anos, mais conhecido como "Mascote" e João Marcos Silva Soares, 20 anos, o "Marquinhos" foram monitorados por duas semanas e localizados em um imóvel no bairro Sílvio Botelho, zona Oeste de Boa Vista.

Durante as buscas na residência foram encontrados um revólver calibre 38, uma pistola 9 milímetros, uma balança de precisão e porções de maconha e cocaína já preparadas para venda, além de munições de diversos calibres (9 mm, 32, 38 e 357).

Silva já possui passagem por furto e contrabando de combustível, enquanto Soares ainda não possuía passagem. Os presos foram indiciados por tráfico de drogas, posse de arma de fogo e corrupção de menores. Após serem submetidos a exame de corpo de delito no IML (Instituto Médico Legal), foram encaminhados a Pamc (Penitenciária Agrícola do Monte Cristo).

MANDADO – Ainda na tarde desta segunda-feira, 20, os agentes da Dicap cumpriram um mandado em desfavor de Ivanilson da Silva Neves, 27 anos.

O mandado foi expedido pela Vara de Crimes Praticados contra Vulneráveis que condenou Neves por roubo, crime previsto no art. 157. Após uma investigação feita pela Dicap, as equipes localizaram o condenado por volta das 12h desta segunda-feira, em uma casa no bairro Asa Branca.

Os agentes, que já haviam efetuado recapturas de foragidos do sistema prisional no mesmo local, fizeram campana até a chegada do condenado, por volta das 15h. “Foi quando adentramos a residência e conseguimos prender o infrator, que não resistiu a prisão”, disse o diretor da Dicap, Roney Cruz.

Neves foi conduzido até a base da Dicap e, posteriormente, entregue no 2º Distrito Policial onde foi dado cumprimento ao referido mandado. Em seguida ele foi entregue na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo.