Unidades de Saúde oferecem grupos de combate ao tabagismo
"Hoje estamos repassando aqui as informações necessárias e as orientações para que os profissionais tenham condições de acompanhar cada usuário na luta contra o tabagismo", destaca a médica do Núcleo de Apoio a Estratégia Saúde da Família – NASF, Elizabet

A Prefeitura de Boa Vista desenvolve em algumas unidades básicas de saúde trabalho com grupos de combate ao tabagismo. Semanalmente, são promovidos encontros onde pessoas que querem parar de fumar trocam experiências e dão suporte uns aos outros com a ajuda de profissionais.

O objetivo é expandir os grupos para todas as unidades. Para isso, a prefeitura promoveu nesta terça-feira, 14, capacitação voltada para os profissionais das unidades que ainda não desenvolvem os grupos.

O médico Rogério Assunção, da unidade do Mecejana, participou da capacitação e disse que as informações são essenciais para o acompanhamento dos pacientes. "Temos muitas pessoas na unidade que desejam fazer o tratamento e hoje aprendemos a trabalhar em equipe multidisciplinar com foco na diminuição do número de fumantes na comunidade".

Hoje a prefeitura possui 12 grupos de tabagismo com 279 pessoas sendo acompanhadas e oferece palestras motivacionais sobre dependência química, prevenção a recaídas e doenças causadas pelo cigarro. O paciente também recebe medicamentos que deverá usar durante o tratamento de forma gratuita. O tratamento tem duração de um ano.

Superação e incentivo - O grupo de tabagismo da unidade do 13 de Setembro foi implantado desde quando o diretor da unidade Rodrigo D'Barros conseguiu vencer o desafio de parar de fumar. Ele soube do tratamento disponibilizado na própria rede municipal por um farmacêutico. Fumava desde os 16 anos; hoje está há mais de dois anos sem fumar.

"Hoje tenho mais disposição, consigo respirar com menor esforço, não incomodo ninguém com o cheiro forte do cigarro e economizo muito. Estes e outros muitos benefícios eu tive depois que larguei o cigarro. Hoje conseguimos implantar o grupo na unidade e ajudamos as pessoas a se livrarem também desse mal à saúde", destaca o diretor.

Foto: Eduardo Andrade